31.3.13

Xeque Mate



Algumas horas depois o post a baixo, ainda muito puto, liguei pra minha locatária e falei que iria sair daqui em um mês ou dois no máximo, disse estar irritado com toda essa situação e que estava insustentável.. Domingo 07:00 da manha foi o limite. 

Ela disse que eu até posso ir, mas ela teria de resolver esse problema, pk qq pessoa que entre no meu lugar vai ter o mesmo problema e que ligaria pra ele marcando uma conversa.

Algumas horas depois me ligou dizendo que ele se mudaria, eu perguntei se ele já iria sair mesmo e ela disse que não sabia, mas com todas as pressões que ela colocou, ele preferiu assim.

Volta por inferno, Exu sem Luz!!!!


Edited

Depois do post já colocado, saio no quintal e ele veio falar comigo... Pedir desculpas, todo sem graça de cabeça baixa.. Com a bermuda lá em baixo (pra variar) e sem camisa.. Só que hj ela estava tão lá embaixo, mas tão lá em baixo que os pentelhos tavão aparecendo... Fica difícil pra mim, sabe???? Bem difícil mesmo!!!

...

Oi, Brasil!!!

São 07:29 da manha... Eu acordei 07:14... Hj é o último dia das minhas férias... Um domingo de páscoa... E o arrombado do meu vizinho Lolito, as 07:14 da manha do domingo de páscoa do último dia das minhas férias está com seus 3 milhões de amigos adolescentes BERRANDO bêbados ao lado da minha casa.

Brasil, país que amo, estou no limite da minha irritação... Sabe aquele momento em que vc está tão puto, mas tão puto, mas tão puto que chega a ficar calmo????  É o que vivo agora... Este filho da puta não tem o mínimo de noção de coletividade e só pode ter sido criado no mato até agora... Não foi a toa que a mãe disse que se não desse certo aqui jogaria pra morar com o pai... Se até a mãe pediu arrego o que dirá eu, que não pari esse monstro. Se tivesse parido faria o mesmo que ela, pagaria um aluguel absurdo longe pra não ter que suportar a cara dele. 

Desejo que este filho da puta morra de forma lenta e dolorosa, queria esfregar a cara dele no asfalto quente até que os pedaços fossem soltando lentamente... Com ele ainda vivo cortar todo seu corpo com gilete e jogar água com sal depois para por fim apedreja-lo com pedras bem pequenininhas até seu último suspiro. São os meus sinceros desejos!!!

Amo a Vila do Chaves, mas anuncio que até o próximo aluguel ou sai ele, ou sai eu, não posso viver num lugar que me cultive esse sentimentos em pleno domingo de páscoa, fui criado numa família católica. Vou embora antes que eu exploda inteiro de ódio e sobre só o olho.

Obrigado por me "ouvirem"...

Amo vcs!!!

Gato Van de Kump




28.3.13

Fim das "férias"...

Tah chegando o fim das férias forçadas, volto a minha rotina normal.. Confesso tá com saudade da correria, mas embora a convivência na casa seja um pouco turbulenta, n da pra negar que eu lido super-bem com o ócio.

Só no mês de março vi aproximadamente 20 filmes... Terminando o Oscar resolvi ver alguns campeões de bilheteria que perdi ano passado, terminando os campeões, resolvi findar uma série de filmes que tinha no PC e nunca via por causa do bendito tempo. Durante esses dias a 7ª arte foi uma grande companheira, bem como os reality shows, a teledramaturgia e toda essa coisa que nunca me abandona.

Passando rapidamente por eles devo dizer que... "Temple Grandin", "Precisamos falar sobre Kevin" e "Eu também" entraram pra minha lista de favoritos. Temple conta a historia de uma autista que chegou ao Doutorado fazendo uso exatamente dos seus sintomas. Precisamos falar sobre Kevin é um relato emocionante sobre a vida da mãe de um garoto que matou vários colegas num colégio dos EUA, o filme mostra desde seu nascimento, mesclando coma vida da mãe depois do evento. Eu também, é um filme espanhol com pouca, ou quase nenhuma. repercussão no Brasil. Conta a historia de um rapaz com síndrome de down que seria o primeiro a ter um título universitário e vai trabalhar num emprego público, se apaixonando por uma colega de trabalho. Lindo demais.

Eu também


Tb descobri que Branca de Neve e o caçador apesar da Kristen Stewart é fantástico. ótimos efeitos e um roteiro bem amarrado, o melhor que vi nessa onda de adaptações de contos infantis até agora (ainda n vi Oz). Espelho espelho meu, tem uma pegada de humor bem divertida e Julia Roberts de madrasta má é um show a parte.

Julia Roberts - Espelho espelho meu


360 é o último de Fernando Meirelles, é bonzinho e olhe lá... J. Edgar embora tenha uma abordagem homossexual tb n me chamou muita atenção... Curti o final da saga Crepúsculo e atividade paranormal 4 é o pior da franquia, mas continua me ganhando pelo estilo.



O último Batman é demasiadamente grande e cheio de personagens que estão lá só pra agradar os fãs, mas são inúteis na história. Marion Cottilard tem uma participação pífia e Ane Hathaway ta até boa de mulher gato, mas não deu muita pressão não. Lanterna verde é totalmente infantil e com efeitos grotescos, valeu pelo Ryan Reynolds que é um gostoso aparece de cueca e tem uma cena ótima de moleton.. Mas tudo que vcs precisam ver dele eu mostro aqui.

 É o suficiente, se poupem dessa bosta!!!

Para Roma com Amor me mostrou que eu até gosto de Woody Allen... Gosto mesmo!!! Acho gostosa a vibe prosaica dele, curto e entendo seu humor... Amei rever Penélope Cruz com ele e ver a Ellen Page. O único problema é que acho os filmes dele um sessão da tarde melhorado e o cara é tido como um monstro sagrado do cinema... Não é ruim, só não é bom pra tanto. 



E é isso... Ainda existem filmes que eu quero ver do passado, nunca vi A vida é Bela, nenhum da trilogia do homem aranha, matrix e outros clássicos, mas consegui desafogar um bocado de coisa que estava por aqui. Nos dias que virão, comigo já voltado, vou me ater a ver os lançamentos mesmo, só vejo filme de 2013 agora, o que ficou pra trás fica pra aposentadoria... E que finalmente me comece o ano!!!


26.3.13

Que isso, novinho??? Que isso???

Acabei de ver "Precisamos falar sobre o Kevin", recomendo super, o filme é incrível  entrou pra minha lista de favoritos... Mas eu resolvi falar mesmo sobre o Erza Miller.



Além de talentoso o ator que interpreta Kevin é meu número a décima potencia... Achei mega gatinho, com umas blusinhas justinhas que o deixaram ainda mais delicioso, um formato de rosto bonito, essa boca de coringa, a pegada meio andrógina... Xonei!!!

Ai nego fala que sou pedófilo pk gosto de novinho.. Veja bem, Brasil.. Acho gato ele que tem 20 anos, acho gato o vizinho lolito que tem 19, acho gato o Fiuk que tem 22, acho gato o Justin Bieber que tem 19, agora pior é Nicole Bahls que pegou Thor Batista com 17 e agora tá pegando o Enzo Celulari com 15.

Enzo Celulari


Olhando essa foto a gente até entende, mas do jeito que ela anda, se jogar no elenco de carrocel a pessoa passa o rodo... Medo de Nicole, mas cá entre nós, ou bem ou mal, ela pegou garotos novos que se não é pelo RG até enganam, por que já tem corpo de homem, muito pior foi Marcelo Camelo com 30 anos namorar Mallu Magalhães com 16 qdo ela parecia ter 13.


#prontofalei

Medinho

Casal que amo??? Marcelo Adnet e Dani Calabresa...



Se um dia rolar separação rola até crise da minha parte. A saída deles da MTV já até me gerou uma pequena crise por que os separaram da equipe do quinta categoria que pra mim era o melhor no quesito humor. 

No que tange a vida profissional o casal se separou, Dani contratada pelo CQC e Adnet pela Globo.. E ai eu tenho medo.. O melhor grupo de comedia do Brasil se desfaz e pega duas de suas pérolas e joga na merda. 

Quanto ao CQC, não vou nem entrar na minha crítica ideológica a cerca do humor direitista do programa fantasiado de crítico, engajado e blá blá blá... Independente de tudo isso acho sem graça mesmo.... O Grupo tem algumas figuras que em trabalhos individuais eu até gosto, mas ali não funciona... Acho que quem caga muito é o Marcelo Tás.. Não precisa de muitas explicações pra mostrar que Marcelo Tás é sem graça, minha gente!!! Não sei nem como ele entrou nessa coisa de humor e ta lá como figura central do programa. Acho que nada que tem o Tás no centro pode ser muito engraçado.

Adnet vai pra elite dos maiores comediantes que se cagam no Brasil.. A Globo.. A emissora tem consigo figuras como Katiuscia Canoro, Rodrigo Sant'anna, Thalita Canaura e socam tudo no Zorra total cagando grandes talentos... Além desses tem Claudia Jimenes, Marisa Orth, Pedro Cardoso, Fernanda Torres, Andrea Beltrão, Marco Nanini, Debora Block, Luiz Fernando Guimarães, Vladimir Brichta, Selton Mello, Drica Moraes e tantos outros que se enfiam em roteiros estereotipados, exagerados e acima de tudo... Sem graça.

Acho que a última coisa que vi de realmente engraçada na globo foi "Os Normais".... Ou o "Minha nada mole vida".. Ou ainda quem sabe "Os Aspones".. E é ai que mora minha esperança.. Todos os citados anteriormente foram escrito por Fernanda Young e Alexandre Machado, tal como serie que será protagonizada pelo Adnet. Minha esperança é que Young traga dignidade ao trabalho do rapaz, mas confesso ficar meio temoroso por que as últimas produções dela (Separação, Como aproveitar o fim do mundo, O sistema) foram verdadeiros fiascos. 

A historia tem um "q" de exagerada, trata de um dentista que tb é super-heroi... As imagens que vi até agora tem cara de pastelão... Sem contar que o personagem tem dois companheiros que vivem as aventuras com ele... Thais Araujo e Leandro Hassun.. Ela eu acho razoável,  ele eu acho péssimo. O Hassun é muito engraçado falando em entrevistas, mas o que me faz não ter paciência com o trabalho dele é que é um humor de grito, volta e meia ele simula um susto e da um gritinho fino, se agarra nessa bengala que funciona pra ele como o bordão funciona pro Zorra Total. 

To com medo mesmo, a estreia da Dani no CQC foi como imaginei, forçadinha... Pk a Dani tem uma pegada meio forçada e precisa ter isso dosado, daí entra pro CQC e a tendencia é cagar a parada...  Tudo muito montado, forçando uma barra, simulando entrevistas pra ela pagar de idiota... Eu realmente não achei muito legal, se é pra fazer a gostosa burra coloca Sabrina Satto que ela cabe super bem nesse papel, ou então bota qq uma nesse perfil por que é o que não falta, Dani pode ir muito além.. 

Confira a Estreia de Dani Calabresa no CQC


Agora é aguardar o Adnet que estreia na sexta feira da semana que vem, dia 05, quando eu espero ter uma surpresa positiva. 

25.3.13

Cansado



Cheguei a uma conclusão.. Jamais suportaria uma relação como o da minha mãe e o Zé Buceta (meu padrasto, caso algum desavisado n saiba de quem se trata)!! Parece obvio, né???? Jamais teria condição de me relacionar com alguém machista, elitista, racista, homofóbico... Enfim, n me casaria com Marcos Feliciano. Porém a conclusão nova  que cheguei é que n suportaria uma relação com a estrutura da dela nem que o cara fosse o pica das galaxias.

Zé Buceta exigiu que minha mãe parasse de trabalhar para viver com ele, por ele e para ele e assim ela vive... Ambos um para o outro... 24 horas por dia, sem sair de casa pra ir a padaria sem ser um com o outro. Alguém vai defender e dizer que é bonito, romântico e que to atacando o companheirismo... Isso n é companheirismo é insegurança. Eu to falando de excesso aqui, entendam... A minha avó nunca trabalhou fora na vida de casada, meu avô deve ter aposentado tem uns 30 anos, desde então ambos vivem pelos cuidados um do outro... Mas se vc olhar a rotina deles vai perceber que eles não são siameses. Minha avó acorda mais tarde que meu avô, eles tomam café juntos, assistem algum jornal, depois minha avó vai da conta da comida, meu avô cuida dos passarinhos enqto ouve rádio, molha planta e etc.. Durante as 24 horas do dia eles fazem tarefas juntos e separados e isso me parece tão natural que acho estranho que alguém questione a salubridade disso e pense q o saudável é se fazer siamês. 

Meu último dia de trabalho foi 15 de janeiro.. Desde então foi licença, em cima de atestado, de feriado,  de INSS e etc etal... Nesse mesmo período o Calopsita pediu demissão. Ainda qdo estava na UTI, falei: Corre atrás de emprego. Ele se negou, preocupado com os meus cuidados e dizendo que no seu lugar eu faria a mesma coisa. Na verdade n sei se faria, dependeria de "n" fatores, claro que cuidaria dele, mas tb preciso pensar que as contas vão vencer, sei que uma pessoa doente gera mais despesas e ficaria bem preocupado em não correr o risco de me tornar mais uma futuramente. É o que sempre digo, o fato deu analisar as coisas racionalmente n quer dizer que não sinta, mas penso além.. Só isso.

Nos dias subsequentes ficamos ambos em casa.. O único compromisso do Calopsita na rua é o curso que ele faz no período da manha dia sim, dia não. Daí a constante exposição um ao outro só faz ressaltar nossas basais diferenças que eram super bem dribladas qdo ele trabalhava a noite, dia sim, dia não e eu chegava do serviço e em alguns dias ficávamos juntos curtindo coisas de casais e em outros ficava papeando no skype, FB, vendo filmes e ouvindo músicas que ele não gosta. 

Eu e Calopsita somos muito diferentes, mas temos como semelhança o desejo de constituir família, o que nos uniu. Vemos a vida, as pessoas, as relações de forma distinta e isso exige sacrifícios de ambas as partes... Se o convívio aumenta, os sacrifícios seguem o mesmo caminho. 

Sei que não sou fácil, ele reclama que sou sempre dono da razão.. O lance é que eu penso.. Eu sempre penso, todo meu comportamento, o que faço, a maneira que me relaciono com as coisas fazem parte de uma rede de pensamentos encadeados e que busca coerência. Logo argumentar comigo realmente n é fácil, eu tenho um porque pra tudo. Penso inclusive que não posso ser o único a dar as cartas e que toda essa minha capacidade argumentativa precisa dar uma baixada pra que a relação seja feita em quatro mão, as vezes pode parecer que não, mas Deus sabe o qto vejo e fico quieto, o qto faço coisas que até descordo e me calo por respeitar essa diferença. 

Um bom exemplo disso é maneira que lido com o pessimismo dele... O Calopsita é negativo, acha que as coisas nunca vão dar certo e costuma estar insatisfeito.. Qdo gosta de algo esboça pouca reação e eu n fico pentelhando a espera de que ele haja de uma outra forma... Sei que a insatisfação dele n passa por mim, mas por ele mesmo.. Respeito isso e entendo que essa cobrança seria muito chata... E isso não é percebido por que eu não vou ficar o tempo inteiro falando: Olha to ignorando sua cara de paisagem qdo te trouxe pra esse programa super-legal ou levei horas na cozinha fazendo esse prato que vc nem disse se gostou. Fico na minha e trato a situação até com certo humor, brinco com ele com relação a isso.

Porém o "confinamento" gera situações bem extras que acabam gerando inevitáveis discussões.... Do tipo.. Ele é meio preguiçosinho... Sempre percebi isso, é claro.. Sei que qdo ele tem de lavar uma louça faz uma cara que parece que dei espanquei a mãe dele e fala de forma bem mais áspera do que normalmente. Porém preciso conviver com isso em muito menor escala qdo trabalho e principalmente  qdo n dependo dos seus serviços. Em períodos normais ele faz serviço de casa qdo to no trabalho e vice e versa... Qdo estamos ambos arrumo um canto e ele outro.. E qdo preciso fazer repouso??? Se ele faz??? Sim.. Faz, motivado pela obrigação e culpa.. Jamais pela boa vontade. Nunca que é aquele que vc diz: Nossa, fulano faz com tanta boa vontade que a gente nem fica constrangido em pedir... megacontragimento em pedir.

Esse final tem sido punk.. A gente vê relação de uma forma completamente diferente. Calopsita é tradicional, acha que ciume é prova de amor e que as pessoas devem viver em dedicação exclusiva, muito a vontade pra proibir coisas, pessoas, lugares, roupas e etc e tal. Bem.. Eu sou a favor da poligamia, da liberdade, da idiossincrasia. Daí na maneira que o Calopsita vê as coisas, estar junto não é só estar no mesmo espaço físico.. É estar fazendo a mesma coisa. Por isso ficar no computador enqto o outro vê TV é um parto... Se estou mais tempo numa conversa, lendo um livro, ou vendo algo que ele de alguma forma não participe já sinto que está se aborrecendo de alguma forma, pk estou subtraindo dele a minha presença, que precisa ser constante e integral. 

Ontem teve uma hora que eu tava no PC e ele vendo TV qdo percebo um silêncio, olho pra trás, a TV tava no mute e ele olhando pra mim, perguntei o que estava fazendo e ele docemente respondeu que nada.. Falei pra ele assistir a TV e não me assistir.. Algum tempo depois mexendo no skype, vi que tava on line uma pessoa que n sei quem é e tenho tentado falar com ele tem um tempo pra ver se identifico (já havia comentado sobre isso com o Calopsita), assim que vi on abri a janela pra tentar contato, antes de digitar qq coisa ouvi "Vc ainda n descobriu quem é???"... E eu jurava que ele tava vendo TV.. Não... Estava me assistindo novamente. 

Hj qdo chegou do curso eu tava na rede lendo, nos falamos, ele entrou... Eu tava lendo um trecho onde a autora comenta o caso de Geyse Arruda, ia até contar pra  ele, qdo ouvi uma voz no meu ouvido: "Olha, ela falou da Geyse".. Ele tava na janela lendo o que eu estava lendo.

Primeiro eu dei um grito de susto, depois juntando o susto com tudo que já me emputecia continuei falando que não era possível que ele n enxergasse o qto me sufoca o tempo todo prestando atenção nas minhas conversas, vendo o que faço, lendo o que leio. Ele inverte, coloca as coisas como se eu tivesse algo a esconder, perguntando se deveria me pedir autorização pra ler.. Meu Deus não se trata disso, mas não é possível será que sou muito esquisito em não querer ser um alvo contante dos olhos e ouvidos de alguém????

Qdo perguntei "será que não enxerga que me sufoca?" ele me olhou com olho arregalado e fez que não com a cabeça.. E eu acredito nisso, pk mesmo que eu fale ou aponte, ele n  ente dessa maneira e se trata de uma questão de sentimento mesmo. Se eu n me sinto sufocado em ter que esta colado com alguém 24 horas eu tb n acho que essa pessoa sinta da mesma forma. Ele n precisa sair de casa pra me descansar da sua imagem, mas é realmente necessário que eu explique que ele pode jogar vídeo game enqto eu leio um livro???? Isso deveria ser tão natural... Mas é pra mim, pra ele não... 

A inocência que falou  não perceber sufocar só me faz crer que mais importante do que tentar dar essa consciência a ele é criar subterfúgio pra driblar disso e conseguir lidar em alguma proporção... Ninguém é perfeito, as pessoas são como são e eu não posso viver a espera do dia q meu parceiro vai se enquadrar no meu estereotipo de homem ideal, sabendo que provavelmente isso nem vai ocorrer. A melhor maneira que tenho de lidar com isso??? Trabalhando... Chega de férias, que eu realmente, não aguento mais.

Porque Fernanda



Ela é minha torcida pra levar o BBB, mas aviso logo que não se trata de uma torcida muito entusiasmada. Fernanda tem bons predicados, mas nada que me faça vibrar na torcida. Na verdade devo assumir que o formato anda cada vez mais cansado, Boninho se vira como pode para mante-lo de pé, porque ainda que a audiência n seja mais a mesma o programa é uma máquina de dinheiro pra globo. Todavia se continuar no passo que  esta talvez o fim esteja próximo. Essa edição trouxe antigos participantes, a priori eram seis, que viraram sete com a desistência de Bambam. Os novos foram 10... Dos 7 ex-participantes que passaram pela casa pelo menos seis levaram a edição, tirando a planta Nathalia, todos foram importantes para o programa. Dos 10 novos só consigo ver destaque em Fernanda e Kamilla... Todo resto conseguiu a façanha de serem tão fracos que caíram no ostracismo antes do programa terminar.. Aposto que muitos ao ver  a final já terão esquecidos de figuras como Aslan, Marien ou Ivan. Alline de alguma forma foge essa regra, mas infelizmente ficou muito pouco tempo. O destaque estar nos antigos reforça a ideia de que o formato tá cansado e fica difícil emplacar gente nova, Boninho precisa ser mais criterioso na escolha do seu casting. 

Eu confesso que queria que Fani tivesse levado o programa, mesmo por que me identifico com ela.. Acho que tem completamente a falta de paciência dos 30 e que talvez a proporção disso foi que a eliminou do jogo. Voltou pro programa muito mais madura, articulou, foi fiel aos seus aliados e  tb aos opositores, sendo absolutamente sincera com cada um deles como foi com Bambam em dizer que não gostava dele enqto pessoa, mas estava na mesma aliança  em função do jogo. Com Nasser declarou uma guerra e sacou com clareza o seu discurso oscilante e conveniente que migra do "estou aqui com o coração e tenho laços" e "sou um jogador e não vim aqui pra fazer amiguinhos".

O excesso de sinceridade de Fani talvez tenha a eliminado e a diplomacia de Fernanda a manteve. Fernanda foi absolutamente política, fez aliança com pessoas e se esforçava pra manter uma relação saudável com elass. Kamilla era insuportável??? Sim, principalmente pra ela, Fernanda engoliu vários sapos, mas sabia que precisava aturar Kamilla. Andressa tb era sua amiga, mas tinha clareza que em termos de jogo ela pertencia a uma outra aliança que não era a dela e  se necessário ela seria um alvo, como foi de fato. Com André protagonizou um romance insosso em que inicialmente ela foi a garota boba e deslumbrada, mas fez o dever de casa direitinho e aquele que acusava de imatura, chata e sufocante tava batendo na sua porta. Comprou o papel da melhor amiga qdo ele solicitou e assim se fez de morta pra no fim comer o coveiro. 

Sempre falo que a vitoria do BBB, pra mim, tem muito significado naquilo que o vitorioso representa. Fernanda é uma mulher linda, loira e inteligente... Sai do estereotipo da gostosa burra completamente,  seja por ser advogada, falar bem e ser articulada ou seja por ter inteligência emocional pra ser diplomática. Nesse quesito Andressa tb poderia ser enquadrada, a diferença é que Andressa se veste numa imagem de santa, da boa mulher, da bonitinha do interior. Noiva há oito anos, trai o namorado dentro da casa (até ai tudo bem, cada um sabe de si), mas leva pelo menos um terço do programa dizendo ser apenas uma boa amizade, se prestando ao papel ridículo de viver com o cara em baixo do edredom beijando escondida e justificando ele tirar a bermuda (em baixo do edredom)  por que estava calor na tentativa de manter a indissolúvel imagem de boa mulher. A maneira que Andressa fez seu jogo politico na casa conseguiu levar a final ela e o cara que  fez de testa de ferro o jogo inteiro, o que pra mim é até louvável, o que não rola é o shape que ela usa pra isso.

Nasser até parecia um cara legal, mas se abafou por Andressa, tinha total chance de ganhar minha torcida no decorrer do jogo se ela tivesse sido a quinta eliminada... Mas ela não foi e ele foi apenas o namoradinho da Andressa durante os três meses em que esteve na minha TV.

Em 12 edições foram 3 mulheres vencedoras... Cida e Mara que possuíam um histórico de muito mais pobreza que os outros participantes (Mara ainda tinha uma filha deficiente) e suas condições de uma forma geral as colocavam num lugar privilegiado. Maria que fazia o estereotipo da gostosa burra e que foi a primeira mulher que venceu o BBB superando toda carga do machismo ... Agora temos Fernanda, que é linda, inteligente e articulada...  E a gente quer coroar, por que depois da vitoria de Marcelo Dourado pra limpar meu coração tinhamos que ter ns cinco anos de vitorias sequenciadas de mulheres e gays... Só assim... Só assim!!!! 

21.3.13

A lente


Ontem eu tava assistindo a Regina Navarro Lins no De Frente com Gabi (amo a Regina) e no final da entrevista ela dizia que sempre tem uma sensibilidade muito grande pra detectar moralismo. Tava falando sobre isso de percepção pro calopsita, tentando faze-lo entender que a nossa diferença (o nossa que me refiro são todas as criaturas do mundo) começa na percepção. Ele, por exemplo é mais detalhista do que eu, enxerga bem, é focado e atento.. Por tanto eu que sou cego e distraído vou sentir o ambiente a minha volta de forma diferente da dele. 

Enxergo coisas que aos meus olhos são tão obvias que tenho dificuldade de entender como que as pessoas n enxergam, preciso parar, respirar e considerar muitas coisas. Acho que de todas essas percepções o que fica mais claro pra mim é do qto as pessoas se contentam em repetir coisas sem se questionar o porque, vivem sob regras que nem elas mesmas suportam e não tem ideia de porque fazem isso. 

Fico pensando na pá de relacionamentos que todos os dias se desfazem por que alguém gozou fora de casa ou pior, pelo medo que isso aconteça.. Preguiça que eu tenho de ciumes, preguiça que eu tenho desse medo absurdo que as pessoas tem de perder umas as outras fazendo com que se percam sempre.   Daí qdo falo pro Calopsita que acho ciumes um sentimento infantil para o qual eu n tenho paciência ele não entende, afinal e isso em todos os lugares a sua volta.... Mas isso não tem a ver com a linha da normalidade que se mede por um parâmetro social.. Tem a ver com normatividade que se medem sob os meus parâmetros. Somos massificados diariamente por informações, morais, máximas que não tem n fazem o mínimo sentido. 

Lembro uma vez há uns anos atrás conversei com um cara que trabalhava com umas festas de lucho no Rio e ele dizia que as festas que ele trampava muitas vezes um famoso n conseguia VIP, pra exemplificar me disse que se Angélica aparecesse na porta não conseguiria, por que tinha tido filho e sua imagem maternal não era interessante pra imagem da festa, já a Luana Piovanni entraria fácil. Daí eu sofri pensando que estava envelhecendo e que tal como Angélica não ganharia o vip. Da pra ser mais babaca do que isso??? Primeiro que eu jamais seria convidado pra uma festa dessas, dificilmente pagaria o valor da entrada e muito menos ganharia vip. Segundo que ainda que fosse famoso o meu estilo de vida n me daria o vip nem qdo eu tinha 16 anos.... Terceiro que não faz O MÍNIMO sentido eu ter sofrido por um segundo que seja por não poder entrar num lugar em que Luana Piovani é um ícone que o representa.

Dia desses o marido da minha prima contava pra gente da época que navalorava e de como curtiam, num tom de saudades.. O cara hj vive numa apartamento bacana, trabalho no negocio próprio que sempre sonhou, acabara de chegar de uma viagem internacional e falava com saudosismo dum passado que até foi legal mesmo, mas que acho que muito da gloria está numa sociedade que da muita luz a tudo que se liga aos vinte poucos anos.

A juventude, a festa glamourosa  o vestido de noiva, a suruba deliciosa, o último iphone... Todas essas coisas que parecem ser a certeza da felicidade ou do prazer n trazem esses valores em si.. Elas são o que são, o brilho delas está nos olhos de quem vê. As fotos das raves incríveis  com gente muito sarada e animada parecem muito atraentes e talvez sejam pra muita gente, mas pra mim por exemplo, rave é um verdadeiro saco e isso cai naquilo que falávamos no inicio,  se trata de uma questão de percepção. Eu que que nem bebo num lugar com musica sem vocal, com uma batida repetitiva, com pessoas em movimentos desconexos até o dia amanhecer.. Olha.. Preguiça é o nome do que sinto. 

Sexo é a mesma coisa, sou maior defensor da poligamia, menage e toda essa putaria, mas desde que as pessoas estejam prontas pra isso... Conheço um cara que foi transar com duas mulheres ao mesmo tempo e não curtiu tanto. Pra ele que tem lá seus complexos, poder ter sexo com quem tem intimidade e se dedica integralmente a ele foi mais jogo, o menage parecia mais gostoso no conto erótico do que foi na real. Situação parecida om o que aconteceu com nosso amigo, o blogueiro Otavio, que narrou no seu último post uma suruba com 15 homens que a priori pareciam interessantes... Mas na real o lance nem foi tão legal assim.. Não pra ele, mas pra um outro que deu pra todos e inclusive fez DP no final, foi ótimo... Como disse... Tá nos olhos de quem vê, ou na elasticidade de cada um.

Estamos cercados por fotos de pessoas que aprecem mais felizes do que são, por contos que parecem prazerosos do que são, por vidas que parecem mais plenas do que são. Há de se ter bom senso para enxergar toda sessa onda ou a gente se afoga nela.

Venho de uma família de mulheres fabulosas e que um bom número delas abre mão de ter uma vida profissional e autonomia pra viver em função de relações fadadas ao fracasso e qdo falo "viver em função" vocês devem pensar apenas em submissão qdo eu to falando de algo muito maior que isso... Eu to falando em gente que para de trabalhar para atender aos caprichos de um macho voluntarioso que em geral ganha menos do que elas, mas exigem dedicação exclusiva. E detalhe, elas criticam uams as outras em função disso, sempre se vendo como "menos ´pior".

Parece obvio o absurdo...  Muita gente até concorda comigo qdo eu escrevo, mas na prática não tem obviedade nenhuma e tudo se encara com muita naturalidade... O que é obvio pra mim é que sob meu ponto de vista o bom senso definitivamente é a contra-mão.


19.3.13

Sobre o absurdo que nos move...



Eu me espanto... Eu, graças a Deus, ainda me espanto. Freud dizia que nada que era humano lhe era estranho e essa sua percepção das coisas é compartilhada por um mar de gente que olha tudo com um ar blasé e diz que não se espanta com nada. Esse ano completo 30 anos, me sinto mais amadurecido a cerca de uma série de coisas, mas não a ponto de deixar de me espantar.

Durante a vida inteira, apesar de falar muito, fui um bom ouvinte. Não faço muito pra isso, simplesmente olho pra quem fala comigo, ouço, me preocupo. Passionalmente entro na historia, me ponho no lugar, vibro, torço, morro de angustia, penso em alternativas, conjecturo, me envolvo de fato. Bom ouvinte que sou, já tive oportunidade de conhecer as mais diversas historias e ainda me espanto.

Gente louca de amor, com a autoestima no dedo do pé e que se propõe aos situações mais absurdas??? Zilhares.. E ainda me espanto... Me assusto com cada lance... Com a confusão entre amor e posse, com esse outro tirânico que não se incomoda em pisar na cabeça da pessoa com quem se relaciona, das agressões perdoadas, do tanto que se releva e que se abre mão. 

Na semana passada conheci um garoto... 19 anos, soropositivo. Como contraiu? Desde os 15 anos o rapaz se relacionava com um cara muito mais velho. Não era um namoro, nunca foi.. Era um telefone a ser ligado num dia de solidão ou qdo o tesão tava batendo no teto. Qdo ele tinha 17 anos num sexo gostoso o cara pede pra tirar preservativo e ai aconteceu. O lance é que o criminoso em questão sabia ser portador do vírus. Ele podia ter alertado o garoto, falar a cerca de profilaxia.... Mas é claro que não faria isso, afinal foi ele mesmo que pediu, sem menor culpa ou remorso, pra que um garoto de 17 anos tirasse o preservativo sabendo do risco que corria.

A historia até aqui já é um espanto, mas a coisa piora qdo vc sabe que o menino permaneceu no mesmo lugar... Continuou sendo um telefone a ser ligado.. Continuou saindo com o cara. Hoje, dois anos depois, começa a perceber que ele era um laço a ser desfeito... Dois anos depois.

Aos 19 anos ele fala em culpa compartilhada e tenta fazer do seu algoz alguém menos pior. Parte do pré suposto que aos 17 anos já sabia o que era certo ou errado e sabia o que era preservativo, sem ter noção de que um homem adulto leva um adolescente apaixonado onde quer. Eu consigo até compreender que ele se descobrindo soropositivo nessa idade, sem falar pra família ou amigos, tenha acabado criando um vinculo com o vilão. Ainda que ele o tenha contaminado o medo da rejeição pode nos levar a caminhos estranhos e ai seu algoz pode virar a sua tabua de salvação. Ele me contaminou, estamos juntos nesse barco, ficamos um com o outro e tudo fica certo. 

Todavia o Senhor Merda nem a esse papel prestou, não deve ter se sentido responsável em nenhum instancia, botou a cabeça no travesseiro e dormiu... Pra que um garoto problema qdo eu posso ter um novinho gostosinho disposto a me dar o prazer que preciso????

Fui criado ouvindo que quem n vive pra servir não serve pra viver e me assusto com o qto as pessoas n se sentem responsáveis pelo que causam umas nas outras. É tão simples dizer que não pode se responsabilizar pela expectativa do outro e alimentar essa expetativa.... Compartilhar a culpa com a vítima que por fim acha que tb cometeu um delito grave simplesmente por ter confiado em quem não deveria.

O garoto é bonito, educado, gentil e tem toda chance do mundo de ser mais do que um o vírus que carrega consigo, mas é claro que não vai poder evitar uma serie de dessabores vida a fora. Na última conversa que tivemos dizia estar disposto a apaga-lo, mas que nunca irá esquece-lo por que é impossível se esquecer de alguém que vc amou tanto e abriu mão de tanta coisa. O tempo vai mostrar a ele que é possível se esquecer sim, que quatro anos apaixonado num amor platônico faz parte, mas o que é impossível de se esquecer é do qto as pessoas podem ser cruéis em prol de muito pouco. Acho que essa historia já é suficientemente espantante pra ainda terminar sendo inesquecível em função do amor. 

17.3.13

O insuperável Marcos Feliciano

Eu evitei falar sobre esse assunto aqui no blog, embora reconheça que por mais batido que ele seja, acho importante que se fomente a discussão. Porém devo assumir que me sinto tão cansado a cerca dessa coisa toda da homobia e irritado com os discursos mais inflamado do mundo contra a homofobia de Marcos Feliciano por gente que n consegue ver a sua, que acabo largando pra lá. 

Tenho noção que estou errado, que não devo me deixar vencer pelo cansaço e mesmo que as pessoas por vezes sejam autoras da homofobia que as sufoca, n deixam de ser vítimas (até por isso agem dessa forma) e muito menos deixa de ser louvável que se indignem com essa situação.

Aliás essa e outras.. A entrevista do Malafaia da Marília Gabriela, a placa do Bolsonaro do "queimar rosca todo dia"... Toda essa baixaria. No caso Malafaia li algumas pessoas justificando por A + B sobre a influência genética e ficava me perguntando: E se n houvesse influência???? Se ele estivesse certo??? Justificaria a homofobia??  Deveria ter travado a discussão.... Mas calei.

Acho que meu silêncio vem com a preguiça dos 30... Calei da mesma forma que n tenho mais paciência pra reclamar com as operadoras de telefone qdo me roubam, ou de querer saber no banco pk tão descontando mais do que combinaram pra manutenção da conta.

Pra vencer toda essa preguiça apenas uma coisa pode me ajudar.. Aquele que me salva sempre.. O humor... Tenho muita fé no humor, na capacidade transformadora do humor.. E Marcos Feliciano por vezes é tão ridículo que me faz rir... Como nesse vídeo sensacional ai abaixo.


Ele ficou indignado de saber que na parte gay da UOL tem piru... E pior.. Ele nem suspeitava.. N sabia.. Exigiu satisfação do site como se o piru tivesse entrado nele ontem... Fez denuncia para policia... Se ele entrar na sala de bate papo vai pra ONU.

Feliciano, querido.. Te repudio enqto deputado e presidente da comissão de direitos humanos, mas enqto palhaço vc é um sucesso. 

16.3.13

Lazaro Arbos - American Idols



To vendo American Idols, gostei tanto de acompanhar o X-Factor ano passado, qdo vi a propaganda do American Idols tendo Nick Minaj (que eu amo) e Mariah Carey no juri, resolvi pagar pra ver.

Passei a assistir do 11º episodio, não foi proposital, qdo vi já estava nesse ponto, mas pulei a parte das audições que confesso achar mega chata. Saindo das audições eles fazem duas semanas em que em cada programa um grupo de 10 homens e mulheres caem pela metade por decisão do Juri. Na semana seguinte sobram 20 candidatos que vão virar 10 por decisão do público e acho que daí pra frente começam as finais de fato.

Bem.. O que to achando até agora??? Chatíssimo... N chega aos pés do x-factor, as escolhas das músicas sempre lentas são entediantes, muito menos a produção e o próprio formato em si é inferior. No x-factor saindo das audições (que são meio chatas tb, confesso) os grupos vão pra casa dos jurados pra que eles escolham um número "x" dos selecionados e ai vc fica na maior expectativa de conhecer a casa do jurado. Essa escolha vai além de mante los no programa, o jurado passa a treinar o cara que escolheu e cada apresentação vc sabe que ele dirige as apresentações do cara. Os Shows são megalomaniacos, nababescos, absurdos... Cheios de luzes, dançarinos, efeitos e etc. Diferente do que tenho visto no American Idols, pelo menso até agora.

Nem vou entrar no mérito da maioria da galera do American Idols ser muito feia, pk acho que isso numa competição de música de fato importa muito pouco, aliás penso que é até positivo, pk gosto dessa coisa esquisita... Super-apoio o esquisito. O problema é que muito pouca gente me empolga ali, vi 30 candidatos e fui realmente tocado por 2, menos de 10% do programa.

Zanette Jhonson me chama atenção, por exemplo.. Uma mistura  do físico da Elza Soares, com a noção da Narcisa Tamborindeguy e umas pitadas de Inês Brasil.. Uma voz absurda, um carão grande, um cabelo muito cheio, um sorrisão gigantesco e uma historia bacana.



Porém quem me arrebatou de verdade foi Lazaro Arbos..  Não é pk ele tem 21 anos, é lindo, se apresentou de gravata borboleta, suspensório, uma blusa rosa pink (parece o kurt de Glee se vestindo), se emocionou se dizendo fã de Mariah Carey e tem um pacote considerável... Mas por tudo que ele representa.

Esses programas estão cheias das historias tristes, um foi vítima do Katrina, outro é adotado (?), outra veio refugiada de um país em guerra civil.. Várias historias tristes.. Quem n tem historia triste força. No X-factor o cara que foi adotado qdo bebe por um casal americano dizia querer usar sua voz pra se conectar com a mãe biológica. Até a última apresentação insistiu em dizer ser seu sonho encontrar sua família, qdo na verdade o jornal da cidade da mãe dele no nordeste (brasileiro) já havia se contactado e proporcionado uma conversa entre eles via skype, tudo devidamente registrado no youtube no dia 24/10 e na sua apresentação no Halloween ele continuava com o mesmo papo. A outra cantou fazendo homenagem a irmã excepcional que morreu qdo ela tinha 6 anos, mas eram muito apegadas.. Enfim... Aquele q n tem nada triste pra contar se apoia nem que seja no fato dos pais serem divorciados.

Porém, Lazaro me tocou... Por que??? Por que ele é gago.. Muito gago, na verdade o comprometimento da voz dele faz parecer que ele tem algum problema neurológico, mas é só gagueira. Todavia eu parto muito do principio de que pessoas como Lázaro podem n ter problemas neurológicos, mas são tão golpeadas por suas diferenças que muitas vezes acabam tendo características muito específicas. Ele diz no seu vídeo que trabalha numa sorveteria por que é o lugar onde n exigia q ele fosse "inteligente", ou precisasse falar. Claro que existem pessoas com problemas mais graves que o dele que se formam e vão mais longe, mas tb  é claro que a vida pra esse rapaz é muito mais difícil de fato.

Ele desenvolveu a gagueira com 6 anos de idade e qdo a família foi de Cuba pros EUA tudo piorou, sua fala é tão difícil que a mãe qdo n conseguia compreende-lo dizia "canta, meu filho" e assim ele aprendeu a se apaixonar pela música. 

O que mais me encanta em Lázaro e sua delicadeza e simplicidade... Amo gestos de delicadezas, Lázaro olha com um olho de uma criança acoada pros jurados qdo na verdade ele é uma das vozes mais potentes da edição e parece n perceber isso, ou talvez ache que n seja o suficiente, afinal.. Tantas vezes n deve ter sido. 

Sei que ele tem um jeito tímido e que isso é um empecilho pra fazer dele um grande pop star no palco, mas ele tem esse olhar...



E esse sorriso...



...Mais fofo do mundo!!! Eu amo a historia dele, amo o fato dele estar ai mesmo com todas essas dificuldades, amo tudo o que ele representa. O programa pode até ser uma bosta, mas pra mim é um privilégio poder de alguma forma acompanhar um pedacinho dessa  bacana trajetória.

Se quiser conhece lo aqui em baixo tem o vídeo da audição e o da segunda apresentação. Não tem legenda, mas vai dar pra perceber sua dificuldade ao falar, principalmente o da audição.


12.3.13

Corrigindo a acadêmia



Hj eu assisti Voo o último filme que faltava pra que eu tenha visto todos os filmes que concorreram esse ano dentro das categorias de filme, diretor, roteiro (adaptado e original), ator e atriz (principais e coadjuvantes). Então, pra finalizar de vez com a tag Oscar 2013 vou colocar as oito categorias corrigidas. Baseado nesses 14 filmes quais eu botaria pra concorrer a que. Tb vou colocar em negrito aquele que ganhou e em itálico aquele que eu votaria.

A mudança mais sensível vai ser na categoria "Melhor Filme" pk eu sempre fui contra a essa palhaçada  de dez filmes (ou 9, como foi esse ano) concorrendo... Então farei cortes doloridos aqui. Em roteiro adaptado, como n tem entre os 14 outra adaptação vou reproduzir os filmes e só colocar minha opinião.    

Ai vai....

Melhor Filme:

As Aventuras de Pi
A Hora Mais Escura
Indomável Sonhadora
Argo  / As Sessões
Amor /  Voo
O Lado Bom da Vida
Django Livre
Os Miseráveis 
Lincoln

Diretor:

Ang Lee (As Aventuras de Pi)
Beh Zeitlin (Indomável Sonhadora)
Steven Spielberg (Lincoln) / Wes Anderson (Moonrise Kigdom)
David O. Russel (O Lado Bom da Vida) / Kathryn Bigelow (A Hora Mais Escura) 
Michael Hanek (Amor) /  Ben Lewin (As Sessões)

Ator:

Daniel Day Lewis (Lincoln)
Denzel Washington (Voo)
Joaquin Phoenix (O Mestre)
Brandley Cooper (O lado bom da vida) / John Hawkes ( As Sessões)
Hugh Jackman (Os miseráveis) / Jean-Louis Trintgnant (Amor)

Atriz:

Naomi Watts (O impossível)
Jessica Chastain (A Hora Mais Escura)
Emmanuelle Riva (Amor)
Quvenzhané Wallis (Indomável Sonhadora)
Jennifer Lawrence (O lado Bom da Vida)

Ator Coadjuvante:

Christoph Waltz (Django Livre)
Philip Seymour Hoffman (O Mestre)
Tommy Lee Jones (Lincoln)
Robert De Niro (O Lado Bom da Vida) / Samuel L Jackson (Django Livre)
Alan Arkin (Argo) / Tom Holland (O Impossível)

Atriz Coadjuvante:

Sally Field (Lincoln)
Anne Hathaway (Os Miseráveis)
Helen Hunt (As Sessões)
Amy Adams (O Mestre) / Kerry Washington (Django Livre)
Jacki Weaver (O Lado  Bom da Vida) / France Mcdormand (Moonrise Kigdon)

Roteiro Original:

Michael Haneke (Amor)
Mark Boal (A Hora Mais Escura)
Joh Gratis (Voo)
Quentin Tarantino (Django Livre) / Ben Lewin (As Sessões)
Wes Anderson e Roman Coppola ( Moonrise Kigdon) / Sergio G. Sanchez (O Impossível)

Roteiro Adaptado:

Chris Terrio (Argo)
Lucy Alibar e Benh Zeitlin (Indomável Sonhadora)
David Magee (As Aventuras de Pi)
Tony Kushner (Lincoln)
David O Russel (O Lado Bom da Vida)





As Sessões



Todos os anos qdo faço minha maratona do Oscar deixo por último filmes que concorreram a apenas uma categoria, ou poucas... E todo ano sempre tenho gratas surpresas nesse momento. Ano retrasado o Australiano Reino Animal só concorria na categoria de melhor atriz coadjuvante e o filme é bárbaro. Ano passado foi Guerreiro que concorria apenas na categoria de ator coadjuvante e pra mim foi um dos melhores.

Esse ano foi a vez de As Sessões, que mistura comédia e drama ao contar a história de O'Brien um homem de 38 anos que contraiu poliomelite aos seis e por esse motivo ficou tetraplégico e precisando de aparelhos pra respirar. Porém, mesmo com toda essa dificuldade estudou, se formou, mas após a frustração de ser rejeitado por uma de suas cuidadoras por quem se apaixonou busca ajuda de um padre e de uma terapeuta. A terapeuta então indica a ele o nome de Cheryl (Helen Hunt, a atriz que concorre) uma "terapeuta sexual". Na verdade o ofício de Cheryl nem merecia as aspas... Sendo absolutamente profissional Cheryl trabalha com um número de sessões pré determinadas em que começa trabalhando a noção corporal do paciente até que chegue o momento da cópula propriamente dita. Ela não tem a intenção de ser uma eterna válvula de escape para sua sexualidade e sim de treina-lo pra esse momento. Mostrar a ele que é capaz e como deve fazer qdo tiver sua parceira.

O filme tem personagens super-fofos, o personagem principal tem uma pegada de humor bem bacana e a coisa da sexualidade pro deficiente que é um assunto mega denso é tratada de uma forma super-leve. Tudo contado em deliciosos 90 minutos.. Amo filmes que passam o recado em uma hora e meia. 

Os personagens são tão queridos que eu desejei que aquilo fosse uma série, só pra poder te-los por perto por mais um tempo. 

Entrou pra minha lista de favoritos e se tornou o terceiro filme que me fez chorar na vida... E quem não viu, não aposte num final triste baseado nas minhas lágrimas,.. São diversas as cenas emocionantes do filme. Lindo demais!!!!

Música pros gays....

Momento mais maravilhoso do final da segunda temporada de mulheres ricas ontem??? Narcisa gritando feito uma louca pra Aiellen Varejão cantar uma música pros gays no seu show sertanejo. Os gritos eram tantos que desconcentrou a cantora, mas Narcisa, pode!!!!!


Pros Gays
S2 DIVA S2

8.3.13

Sob Medida


Fred no seu último comentário já me deu a pala pra eu parar de comentar programas popularescos no meu blog, falando que vai me pagar TV a cabo (já tenho desde o princípio dos tempos, beijos), mas me respeita Brasil, to com licença de 30 dias e não fazer nada me deixa sem sono, logo vejo a grade toda de 07:00 as 02:00 da manha. 

Ontem estreou na Rede TV o "Sob Medida" uma versão Brasuza pro "Queer Eye for the Straight Guy"  (no Brasil passa na fox life, n sei que horário, mas passa) em que cinco gays pegam um ogro pra transformar sua vida. No gringo os apresentadores são especialistas das seguintes áreas: Vestuário, culinária e vinhos, arte e cultura, higiene pessoal e cabelo e design de interiores.

Na versão brasileira o site intitula Daniel Albuquerque como boss, cabendo a ela a condução do programa. Entre os quatro carinhas que apresentam com ela tem um hairstylist e maquiador, um decorador, um consultor de moda e um lifestyle que eu realmente n sei exatamente o que é...  No site diz que ele é especialista em comportamento (n sei o que estudou pra isso) sendo responsável por melhorar a qualidade de vida dos participantes e ele tem um blog.. Tipo eu esse homi, só que ele fez disso uma profissão e vai ter o salário atrasado pela rede tv (o meu tb atrasa, tipo eu mesmo).

Assim.. O programa n é exatamente ruim, confesso que nunca vi Daniela Albuquerque tão solta, os meninos são bem espontâneos.  O grande lance é a "transformação" que ele proporciona. Afinal de contas quem assiste esse programa quer respostas certo??? Se a mulher vai no 10 anos mais jovens e sai com a cara da Elza Soares é por que algo tá errado. Seja casa, carro, cara... A gente quer transformação e ai  aquele orçamento módico da Rede TV acaba pesando.

O primeiro participante do programa é ex-jogador de basquete, mora num cafofo de higiene duvidosa  em São Paulo que tem uma alta rotatividade de mulheres (segundo os amigos lindas). Daí eles pegaram o cara transformaram o quarto (ficou lindo, mas o resto da casa continua na mesma), ensinaram a fazer um drink, uma salada, levaram para conversar sobre a vida com um coach (ou qq coisa assim, pk realmente tenho dificuldade de entender essa profissão), cortaram o cabelo dele e deram umas roupas que o mudou disso:



Pra isso:


Pra mim o pouco que mudou estragou.. Mas enfim, acho que valeu pelo quarto... No original os caras filmam o participante um tempo pra ver como ele se comportou sem eles, tipo a Supernanny. O daqui não fizeram, mas talvez tenha sido melhor assim, pk certamente com uma semana o Valtão transformou aquele quadro num pardieiro, certin que sim...


7.3.13

Muito, muito, muito longe....



Na quarta-feira o tema do "Que Convence Ganha Mais" foi "É por causa de gays como vocês que somos discriminados", daí da pra imaginar, né??? Um gay e uma lésbica afeminado e masculinizada e outros dois que não eram. Da pra calcular o resultado??? Uma cagação sem fim, como costuma ser o programa.

Cristina Rocha tem um programa absolutamente popular e é muito comum dar espaço pra temas que incluem homossexualidade, o que acaba sendo uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo que da espaço e familiariza o público com a discussão homossexual, ele faz isso imprimindo bem o pensamento popular, não trazendo muita evolução, só ratifica o discurso de uma sociedade que é machista, homofóbica etc etc etc.

Eu nem cheguei a ver o programa, mas procurei na internet qdo uma amiga comentou o tema. Fui ver sabendo o que encontraria, sabendo que iria me irritar pk o que de fato mais me irrita é a homofobia dentro do próprio meio gay ganhando status de moralidade. A discrição é levantada como bandeira e a distancia do estereotipo gay vira motivo pra condecoração.

Porém o programa conseguiu me superar e ser infinitamente pior do que imaginei. Não bastasse o discurso heterossexista daqueles que se intitularam gays discretos (como se a indiscrição tivesse como única opção a homossexualidade), ainda vi uma defesa por parte da outra dupla tão homofóbica qto... 

O gay mais afeminado disse, por exemplo, que não ficava com o "discreto" por que ele gosta de homem "hetero" ou "enrustido", mantendo o discurso que ranqueia o valor desse homem de acordo com o quão próximo ele esta da heterossexualidade e depondo dessa forma contra si mesmo.

A lésbica masculinizada questiona a sexualidade da outra pelo fato dela nunca ter experimentado ficar com um homem, mudando o foco da temática, mas mantendo a homofobia.

A opinião da plateia foi na direção do pior discurso e a dos jurados mantem a ideia de que precisamos nos adaptar ao discurso discriminatório que diz que preciso parecer o menos gay possível pra ser melhor aceito, logo devo me adaptar a intolerância em vez de tentar mudar o quadro.

Escrever sobre isso me cansa por que sei que a grande maioria das pessoas que me leem não se opõe muito a toda essa escrotice e cada vez que leio sobre o assunto no blog dos amigos ou me enveredo pela discussão vai me dando a sensação que estamos tão longe do ideal, mas tããão longe que mal consigo ver ele na linha do horizonte.

Se alguém tiver interessado em ver:


Eliéser... Sem mixaria???



Nesta semana o Ex BBB Eliéser fez fotos para o site Paparazzo da globo.com (se tiver a fim confira aqui)... O nome do ensaio foi "Eliéser: O ex-BBB sem mixaria".

O título foi uma brincadeira com a épica briga que houve entre o brother e sua "namoradinha" na casa, Kamilla. Pra quem não assiste o programa, após uma festa o casal discutiu por que de longe o rapaz a viu  fazer esse gesto:


Na briga ele ficou puto por que Kamilla, na sua avaliação, revelou para suas amigas que Eliéser tem o pau pequeno... Ela se defende dizendo que nem viu o pau dele pra poder falar e ele com toda sua magoa meio que tava informando pro público o que Kamilla na verdade não informou.

O paparazzo então faz a piadinha e tenta alavancar a moral do rapaz... Em uma das fotos da um zoom bem no pacote de Eliéser. 


Mas depois de analisar com bastante carinho a foto, fica a dúvida no ar: Sem mixaria mesmo???? Sei lá, mas o gato deixa a dica... Tah querendo fartura??? Melhor olhar o ensaio do Yuri.

6.3.13

Delícias da vida a dois XX - Ah, Tá




Calopsita - Você tá morando aqui agora?
Novo Vizinho - To
Calopsita - Ah, tá!!!

*Calopsita me narra o episódio

Gato - Como assim: "Ah, tá"???
Calopsita - É uai, vc queria que eu dissesse o que???
Gato - "Seja bem vindo", "se precisar de alguma coisa, fica a vontade"... Qq coisa diferente de "ah, tah"
Calopsita - Qual o problema do "ah, tá"??
Gato - "Ah, tá" da um ar de pura fofoca.. Tipo... "só perguntei pra dar conta da sua vida"... "Seja bem vindo" da uma utilidade a pergunta.. Não é fofocar por fofocar.
Calopsita - Ai...
(silêncio curto)
Gato - Qual o nome dele???
Calopsita - N sei..
Gato - Vc n perguntou???
Calopsita - Não...
Gato - Vc realmente só perguntou e disse "ah, tá".. Esse foi todo o diálogo??? Disse "ah, tá" e virou de costa???
Calopsita - É ué...

A minha cara queima, Brasil.. A minha cara queima!!!!

Ele não se foi...


Não entendeu???? Leia o post abaixo!!!

5.3.13

Enqto isso na vila do Chaves...

To achando que Lolito mudou (gloria Deus, aleluia)... Desde que voltei do hospital não o vi mais. Só vejo um outro carinha entrando aqui (gato, diga-se de passagem). Eu e calopsita ficamos na dúvida se era o irmão dele, pk o vimos algumas poucas vezes logo que se mudou, mas n lembramos bem como era seu rosto, porém o cara tem o mesmo tipo.. Branco, barba, cabelo baixinho... Parece, mas n sabemos se é.  O fato é que a rotatividade de 10 mil pessoas aqui do lado acabou ou está em stand by.



Caso tenha saído acho estranho que minha locatária não tenha comentado nada comigo, ela adora uma fofoca, Brasil... Sabe que eu queria que ele rodasse e não falou nada??? Comentou com o calopsita que o vizinho de baixo tem um emprego bom, contou pra mim que o que morava do lado ficava pelado na sacada e o casal que tava passando uma temporada na de baixo tinha reclamado, que ele fumava tanto que nem o gato aguentou morar com ele e toda vez que muda de kit ela precisa pintar as paredes por causa nicotina, contou no ato da mudança que a mãe de Lolito havia afirmado que aquela era última alternativa e que se ele n desse certo ali mandaria pra morar com o pai... Me contou tudo isso e n disse que ele mudou???? To magoado, sabe????

Ontem um carinha veio chamar o Calopsita dizendo ter correspondência  pk todas as correspondências aqui chegam num lugar só. Figura totalmente andrógina, nível Serginho Orgastic da existência... Junto com ele um boyzinho... Sacamos tudo, né??? Lindo casal... Daí Calopsita pergunta despretensiosamente... "Vocês tão morando aqui agora????"... A pergunta é super valida por que muita gente aluga aqui só pra passar temporada, as vezes final de semana... Mas nosso vizinho andrógino respondeu que sim... Moral da historia??? Vão-se os anéis  ficam-se os dedos, mais vizinho pra a pessoa tá investigando... Obrigado, Jesus!!!!



4.3.13

Pazamiga Dona de Casa

To tentando ter uma alimentação mais saudável, né??? Nesse processo tive algumas aquisições pra minha minicozinha. Coisas que eu até queria ter antes, mas n tinha espaço. Na verdade continuo sem ter, to entulhando por que preciso, essa é minha realidade, Brasil.

Foram três aquisições... Uma foi a panela de arroz. Ela tem um compartimento em cima que da pra por legumes e cozinhar com o vapor do próprio arroz. É super prática, mas acho que tem algum problema no timer, pk se vc não desligar antes dela acabar o arroz queima... Nunca deixei até o timer acabar, e tirando antes ele já fica meio sapecado. Nem levei muito a sério que cozinhava as paradas direitinho em cima dela... Mas creia irmão.. Cozinha sim!!!


A segunda aquisição foi o grill.... Tem um compartimento em baixo que toda gordura que sai da carne ou água que chora cai ali. Em geral ele fica vazio o que me faz questionar a eficiência do que se propõe. Porém temos de ser justos e dizer que não preciso por uma gota de óleo pra fazer nada. No máximo dar uma untadinha com manteiga. O problema maior do grill é a limpeza, por que o compartimento que se faz o arroz da panela anterior é removível, o que torna tudo muito prático. Já o grill a bandeja até solta do plastico em torno dela, mas junto vem o motor. Queria saber o que tava passando pela cabeça do cara que a criou qdo teve essa ideia maravilhosa. To até satisfeito com o produto, mas da um trabalho da porra pra manter limpo.


Por fim chegou a minha mais nova paixão, minha airfryer, ela que me garante a manutenção da batata frita na dieta saudável. A panela que tá revolucionando mercado prometendo fritura sem óleo. Parece o megazord na minha cozinha, mas amo. Pra quem não conhece o produto, aqui no Brasil ele começou a ser vendido pela polishop e fabricado pela Philips Walita pela bagateta de 1200 reais (isso ai, chora Brasil), mas agora apareceu algumas concorrentes sendo a principal a Mondial que fez  por 600 contos e vc pode encontrar em qq loja de eletrodomésticos dividida eternamente no cartão.  

Aconselho quem tá a fim de comprar experimentar as coisas que ela faz antes, pk já vi nego falando super-mal e o contrário tb, é como uma experiência com cristo, cada um tem a sua. Eu , particularmente gostei muito, de fato não leva olho nenhum, faz muito pouca sujeira e o gosto fica tal qual. Fiz batata frita, aipim frito, pastel e etc... O pastel ficou douradinho, chega ser engraçado pk sem óleo, se duvidar, é mais jogo comer um pastel de queijo de manha do que pão com queijo. Existe uma recomendação que alimentos que não tenham gordura natural que se coloque uma colher de azeite, mas eu fiz sem e deu o resultado bacana de qq maneira. 

Tem seus ônus tb, é claro... Exemplo, pras coisas serem fritas de forma uniforme  vc deve, na metade do tempo indicado, abrir a panela e dar uma mexida, mas sinceramente n vejo grandes problemas nisso. O maior ônus na minha opinião é o tempo, o manual deixa claro que os tempos sugeridos são pra 100 a 200 gramas de alimentos, o que me parece bem pouco. A batata congelada por exemplo sugere-se 15 minutos pra poder fritar, mas se vc for encher até a boca como a foto da propaganda vai precisar de bem mais que isso e ainda sim nem todas vão ficar torradinhas. O manual tb deixa claro que é um aparelho doméstico e que se for usado comercialmente o usuário perde a garantia.. Ou seja... A intenção é de fazer poucas quantidades mesmo.

Vi um vídeo com uma mulher falando sobre ela antes de comprar em que ela dizia que era uma boa alternativa pra quem quer da um plus na dieta, agora nego que tah a fim de substituir pela do mc donalds é perda de tempo pk a batata fica com uma cara de assada, daí ela pegou uma e apertou pra mostrar que não estava crocante. Eu discordo um pouco, tudo vai da sua boa vontade. Ontem Calopsita cortou uma batata em rodelas finas pra fazer tipo chips... Ele é chato, gosta de beeeem torrada. Então ele cortou as rodelas beeem fininhas e deixou quase o dobro do tempo recomendado. Ficou super-crocante, mas tem de ter uma certa paciência. De qq maneira com o trio eu consigo fazer um almoço gostoso e bem menos gorduroso em no máximo uma hora. 


O gato recomenda!!!!


3.3.13

Programa novo do João Kleber começa cagado...




To de repouso, né??? Emendei férias, atestado, depois a internação e agora encostado por 30 dias sem poder sair de casa sem ser pra ser pra médico.. Me resta então overdose de PC e TV... Daí a pessoa  assiste a grade toda e acha umas coisas estranhas... Do tipo...

Sexta Feira (01/03), "Quem Convence Ganha Mais" com Cristina Rocha no SBT teve dentre seus temas o tema "Meu dinheiro é meu e seu dinheiro é nosso" onde os maridos reclamavam por que as mulheres gastavam o dinheiro dos seus trabalhos com futilidades e ainda gastavam os deles. 

Dentre os casais estavam Daniela e Fábio

Daniela

Fábio

Sábado a noite (02/03) João Kleber marca sua reestreia na Rede TV com o programa "Teste de Fidelidade"... E o primeiro casal que faz o teste é quem??? Quem??? Quem????

Fábio e Daniela

E o Fábio não teve a decência nem de trocar de camisa. O assunto, naturalmente, virou hit no twitter, pk foi tempo que um fora desse passava batido. Amanha vou ficar ligado no Silvio pra ver se eles caem numa pegadinha e depois ver se ele não pede DNA no Ratinho.

Quer conferir a participação do casal no Quem Convence Ganha Mais confere aqui:


E no Teste de Fidelidade no dia seguinte é aqui:


2.3.13

Finalmente.. Oscar 2013 - Comentários Finais




Demorei, eu sei... Foi toda essa coisa de hospital que me atrapalhou absurdamente, n consegui nem ver todos os filmes a tempo, na verdade ainda faltam alguns, mas antes de ontem fechei pelo menos a categoria melhor filme. Dos mais badaladões talvez o único que não tenha visto é O Mestre, mas vou fazer o post assim mesmo, qq coisa faço alguma ressalva sobre o filme depois. 

Em termos gerais devo dizer que gostei do Oscar, torcia pras Aventuras de Pi levar... Ele não levou o de melhor filme, mas foi quem mais levou recebendo a estatueta em 4 categorias sendo uma delas a de diretor, acho que o Ang Lee realmente merecia.

Mais contente ainda fiquei por Licoln n ter levado, por que de fato não merecia.. Puta filme chato que não se aprofunda em nada que realmente poderia ser pertinente.... Não tem discussão sobre escravidão, muito pouco da vida do próprio Lincoln.... Nada, nada, nada além de Lobby político... Duas horas e meia perdida na minha vida. Além disso, todo fogo da imprensa e público americano em cima do filme diz muito de um patriotismo que por vezes excede. Premiar uma obra só por ela ser patriótica, deixando outras de melhor qualidade seria um desses excessos.  Ele levou o  de melhor ator, n vi ainda O Mestre, que é onde havia a atuação que disputava mais diretamente com Daniel Day Lewis, mas reconheço que foi um bom trabalho e também sei que a acadêmia ama uma super caraterização.  O filme tb levou direção de arte, o que é muito comum em filme de época... E tá muito bom pra ele. Spielberg tem que entender que a gente ama sua genialidade, mas tem de ser dentro do estilo que o consagrou. Quero ve-lo de novo com toda fantasia que vi em filmes como o Homem Bicentenário, ET, Jurassic Park, AI e etc... Filmes épicos, históricos... A gente reconhece ele ai e adora isso, agora Cavalo de Guerra e Lincoln.. Tudo bosta!!!

O Lado Bom da Vida é o filme pipoca desse ano... Gostosinho, sabe??? Como "Os Descendentes",  "Amor Sem Escalas", "O Diabo Veste Prada"... Filmes leves, com personagens carismáticos, que curtimos ver, mas... Não da, sabe??? Não da pra poder concorrer com um "Aventuras de Pi" da vida ou com qq filme com teor dramático muito forte. Por que, por mais delicinha que seja é complicado sublimar toda densidade dos outros e fazer uma aposta na leveza de um bom sessão da tarde.

Amor e Indomável Sonhadora são fantásticos... Principalmente o segundo. Já havia dito aqui antes que o roteiro e atuações de Amor arrebata qq um, mas achei um filme mal conduzido. Cenas longas, desnecessária, grandes buracos de silêncio, falta de uma boa trilha são marcas que me fazem pensar que ele talvez seria muito melhor se fosse mais bem dirigido e principalmente mais bem editado... Podia durar uma hora e meia, passar a mesma msg e ser mais dinâmico. Indomável Sonhadora é muito bom, cheio de novos talentos chegando tanto na direção qto na atuação, mas realmente ainda não era um filme pra ganhar.

Django Livre é Tarantino e eu sou super-suspeito pra falar. Qdo vi Bastardo Inglórios falei que foi a  melhor coisa que vi do Tarantino e que isso n significava muito por que nunca tinha gostado de nada dele antes. Django é ainda melhor que Bastardos, mas continuo achando que colocando na balança a boa história e seus excessos que preciso sublimar, saio no prejuízo... Qdo ganhou o Oscar pelo roteiro disse que suas obras são marcados pelos personagens que cria e concordo com ele, é perito nisso... Em Bastardos Inglórios fazia cenas de diálogos enorme com Christofe Walts, mas o personagem era tão incrível e conseguia prender o expectador de uma tal forma que não se ouvia um barulho de pipoca no cinema enqto o cara estava falando. Em Django Tarantino consegue me tocar como uma obra deve fazer com o seu expectador qdo o personagem do Samuel L Jhackson entra na parada... Irritante até a última gota. Todavia, independente dos excessos existentes na maneira que a historia é contada o próprio roteiro abusa da surrealidade. Em Bastardos Inglórios Tarantino faz um grupo de judeus que ataca nazistas na segunda guerra, em Django um escravo livre que mata brancos como caçador de recompensa num Estados Unidos escravista. Ouvi dizer uma vez que ele pensava em convidar Lady Gaga pra fazer um de seus filmes, podem me chamar pra ver a travesti que espanca hetero na noite, de repente curto mais. 

Os Miseráveis me surpreendeu duas vezes... Primeiro positivamente, depois negativamente.  Não curto musical, amo músicas de musicais, mas não gosto dos filmes em si.. São poucos que de fato gosto. Qdo soube que além das músicas todos os diálogos seriam cantados fiquei com os dois pés atrás.. Enrolei, demorei, atrasei pra ver as duas horas e quarenta e sete de swing. Não sei se é por que vi em duas prestações (precisei parar no meio), mas a estrutura não chegou a ser um dilema pra mim.. Vi de boa... Já o roteiro... Os Miseráveis é adaptado da clássica obra obra do escritor Vitor Hugo e tem como pano de fundo a revolução francesa.. Ou seja.. A crítica já começaria falando muito bem. Eu não sei dizer se as críticas que observei estão presentes na obra ou a adaptação que foi mal feita, mas sinceramente achei tudo muito cafona. O personagem principal vivido pelo Hugh Jhackman tem toda uma pegada filosófica  de um cara que come o pão que o diabo amassou, deixa de acreditar no ser humano e depois por um ato de benevolência se torna um humanista de marca maior, mas sinceramente só tive essa percepção por que li sobre a obra antes de ver o filme, do contrário acho que não faria essa leitura. Na segunda metade do filme a menina que ele adota, Cosette, se apaixona pelo mocinho de uma forma absolutamente ridícula.. Se veem uma vez na rua e ficam perdidamente apaixonados... Surge um triangulo amoroso pk outra garota gosta do cara e todo mundo morre de amores e arrisca a vida por gente que mal conhece. A coisa da revolução francesa no filme de fato é um pano de fundo, o romance cafona entre os personagens se destaca bem mais que a revolução. A cena que garantiu o Oscar de melhor atriz coadjuvante a Anne Hathaway é a que ela canta "I dreamed a dream". que todos esperavam muito... Na cena após ter sido demitida demitida, ter que vender os cabelos, os dentes, se prostituir pra cuidar da filha, tá quase morrendo, chora de uma forma tão pesada que eu desisti de fazer o download da versão pk tá cheia de fungada e muito, mas muuuito drama. Ruben Ewald Filho criticou de Jessica Chastein e diz que a cena que todos elogiaram e lhe garantiu o globo era melodramática demais e a mulher derrama uma lágrima, no entanto torceu pra Anne que olha.. Se aquilo não é melodramático demais eu nem sei... E olha que eu amo um melodrama, mas foi como disse... Uma adaptação de Victor Hugo... Quem falaria mal??? Nego rasga Gloria Perez por que na Turquia todo mundo fala português  mas a revolução francesa toda em inglês dos miseráveis nego nem cita. 

Por último deixei pra falar de Argo, Pi e A Hora Mais Escura... Acho que não tenho muito o que falar sobre Pi, me limito a dizer que era o meu favorito, que mais emocionou, que mais me disse algo... Um filme brilhante, acho que a última vez que fiquei assim com um filme foi com "Quem quer ser um Milionário?". Duas historias com um indiano no centro... Conscidencia??? Não.. Acho que já falei aqui mais de uma vez que inocência é algo que me toca, historias inocentes me tocam muitíssimo... A fé dos Indianos talvez me cria essa sensação de inocência, talvez nesse caso o inocente seja eu... De qq maneira fui pessoalmente tocado pela historia pk ela mexe em algo que é meu.

A Hora Mais Escura n mexe em nada que é meu, mas eu adoraria vê-lo vencer. Não gostei de Katherine Bigelow ter levado com "Guerra ao Terror", mas gostaria de vê la ganhar aqui. O filme que mostra a perseguição da casa branca ao Bin Laden até sua morte. Ele veio pras telas após um trabalho de pesquisa cuidadoso. A crítica não gostou da maneira que ele trata da tortura, sem discussão alguma. A personagem principal participa das torturas e de fato é a heroína  vc torce por ela. O lance é que a maneira acrítica que tortura é passada não tem a ver com Katherine Bigelow e sim com a forma com que o governo americano agiu e age qdo julga necessário. No globo de Ouro Bill Clinton foi falar sobre Lincoln, a acadêmia então convida Michele Obama para anunciar o melhor filme. Gostaria que a academia convidasse Bush para falar de "A Hora Mais Escura"... Adoraria ver esse patriotismo critico por parte dos americanos, um patriotismo que confronta seus líderes, seu métodos. Todavia não é assim, é cego... Lincoln concorreu a tudo isso pk o patriotismo é cego, arriscaria até dizer que Argo ganhou pelo mesmo motivo.

Argo fala sobre um herói americano que levou mais de vinte anos pra ser reconhecido como tal, conta sobre a maneira que ele salva seis diplomatas americanos no Teerã que estavam encurralados por seu patriotismo. Fala sobre a maneira que Holywood foi o álibi perfeito pra esse herói. Claro que Argo tb toca no nacionalismo americano, mas eu seria injusto se dissesse que tal como Lincoln, ele só ganharia em função disso. O filme te prende, é intrigante e acima de tudo bem cuidado. Ben Afckler fez as cenas com um zoom em n sei quantas vezes para que as imagens ficassem distorcidas, parecendo que a película é da década de 70 mesmo, além da caracterização que tb te transporta pro período em que a história se passa. Tem merito??? Sim... merecia ganhar??? Na minha opinião tinha coisa melhor e principalmente, mais marcante... Mesmo com Oscar de Melhor filme vai ser um filme a ser esquecido, mas pelo menos menos foi menos injusto do que se fosse Lincoln.